Category Archives: Dicas

Gerenciando sonhos – parte 6

fotograma fotografia de casamento

6- “Catando” freelas no Facebook

Nosso item 6 é complementar ao anterior, e diz respeito ao tipo de pessoas com que você vai trabalhar ou quer colocar a serviço do seu nome, empresa e acima de tudo, qualidade do produto!

A fotografia vem passando por uma transformação incrível e rápida, tornando-se um atrativo para muitos que descobriram a maravilha que ela pode fazer em suas vidas, e também para aqueles que acham que ser fotógrafo é simplesmente apertar um botão.

Enfim, o que quero dizer com isso é que como tudo que vira “moda” e cai no gosto do povo, muitos serão os aventureiros que se colocam a disposição, de graça ou a preços mínimos, prontos a lhe atender e ajudar. Muitas vezes, inocentemente e sem má fé nenhuma, mas podem colocar em risco um projeto, um sonho seu que vem sendo elaborado e sonhado com calma, para chegar em algum lugar.

CLARO! Não são todos, e muitos fotógrafos reconhecidos e que estabelecem parcerias deste tipo, de se ajudarem, nos mesmos locais de trabalho ou em cidades distantes para casamentos onde o deslocamento seria muito grande, estão no mercado e fazem isso realmente valer a pena! Tem muita gente boa sim nas redes sociais, mas todo cuidado é sempre importante.

No final, saber bem quem é a pessoa e conseguir o máximo possível de referências, chega a ser crucial para a sua segurança e garantia do bom resultado no trabalho. Posso ir mai além e até estender essa segurança ao seu equipamento, pois pense em marcar e se encontrar com alguém que nunca viu antes, e de repente essa pessoa é um mal intencionado que quer apenas levar suas coisas…? Infelizmente, existem estórias desse tipo, por que simplesmente ignorar?

Seguro morreu de velho…

Opinião Formada – Indico Marina Ushiro e Marco Túlio Pinto

Catarina.rn-106

Sessões fotográficas com recém-nascidos (NEWBORN) têm se popularizado no Brasil nos últimos anos e na minha atual fase de pai, pude experimentar uma sensação bem bacana com os companheiros Marco Tulio Pinto e Marina Ushiro que quero compartilhar aqui com vocês!

Primeiro, pois a especialização numa determinada habilidade é algo fundamental para o sucesso; na fotografia não é diferente! Sempre acompanho os trabalhos de vários fotógrafos, nos diversos segmentos da fotografia e o newborn também sempre me chamou a atenção, apesar de não ser exatamente o meu objetivo quando vou fotografar um casal e a família numa sessão.

Vendo de perto, pude perceber quão delicado e surpreendente é uma sessão com um ser tão pequeno e frágil, como são os bebês. E assim, aumentou minha admiração pelo trabalho destes dois fotógrafos que, dentre o que tenho visto no segmento, são  na minha opinião, uma das melhores opções para as mamães e papais de plantão que buscam esse tipo de trabalho. Por que?

Por que definitivamente não é pra qualquer um, assumir a responsabilidade de lidar com tamanho cuidado e carinho com nossos pequenos, que devem ter no máximo 12 dias, segundo os mesmos, para se alcançar um resultado mais satisfatório e sem muita amolação ao bebê.

Além disso, paciência (principalmente com os pais), criatividade e técnica específica diante da situação. Fiquei imaginando quantos teriam toda aquela minuciosa cautela para conseguir que o bebê colabore!

Me imaginei fazendo aquilo, e penso que até poderia, pois adoro crianças e, modéstia a parte, levo jeito… mas sozinho, jamais conseguiria, e dependeria de um parceiro com a mesma ou melhores habilidades no trato com os pequenos…

Vi nessa dupla uma harmonia e uma cumplicidade encantadores; tudo funcionava, as idéias fluiam e o resultado aparecia, sem que o bebê nem percebesse. Neste segmento, recomendo veementemente esses dois, que são titios da Catarina e forma muito competentes no que se prestaram a fazer!

Portanto, penso que não seria o caso, confiar esse tipo de tarefa, de missão, envolvendo nossos filhotinhos, a qualquer um e de qualquer maneira! A confiança neles sempre existiu, mas depois dos primeiros minutos observando e ansiosamente esperando ver as coisas acontecer, pude ficar tranquilo e ter certeza de que nada daria errado ali! (Para quem me conhece, imagine como eu fiquei em cima igual galinha com pintinhos novos sob as asas!!!)

Aproveito ainda para agradecer pelo carinho e pelo resultado muito bacana, que será comprovado aqui por algumas fotos apenas, das diversas que já estão impressas, nos porta-retratos das vovós!!!

E para conhecer mais do belo trabalho deles, clique AQUI.

Catarina.rn-26 Catarina.rn-83 Catarina.rn-92 Catarina.rn-101 Catarina.rn-115 Catarina.rn-120 Catarina.rn-144 Catarina.rn-174 Catarina.rn-193

 

O nem tão barato que sai caríssimo!

Olá a todos!

O objetivo desse post é tentar alertar mais uma vez sobre a importância e a responsabilidade de se fotografar um casamento!

Decidi por escrevê-lo depois de incansáveis solicitações de noivas arrependidas, chorosas e desesperadas que me ligaram nos últimos dias, IMPLORANDO que eu pegasse as fotos delas, feitas por outros fotógrafos, para tratar e diagramar o álbum de seu casamento.

Antes de mais nada, quero deixar claro que não, não aceitei o desafio! Em primeiro lugar por ÉTICA, pois não ponho a mão nas fotos de ninguém, da mesma forma que não gostaria que pusessem nas minhas… e em segundo porque só posso garantir e me responsabilizar pelo que eu faço ou controlo!

tatuagem-leao

 

Fonte: Google

Enfim, muitas, muitas e muitas noivas tem me ligado, desesperadas com o resultado das fotos de seus casamentos: fotos escuras, sem foco, horríveis (segundo elas) e por aí vai…

Todas elas, depois de longas explicações e lamentos, finalizam com a mesma frase: “Raphael, queria muito que você pegasse as fotos, tratasse e fizesse o álbum pra mim, pois nem quero mais fazer o álbum com o fulano, de tanta raiva que tenho!!!”

Acontece que independente dos detalhes técnicos, de câmera utilizada, formato dos arquivos e resolução dos mesmos, existe a identidade e conceito das fotos que todo fotógrafo se propõe a fazer, então não, infelizmente não posso atender! Algumas delas mencionam até que gastaram muito (odeio o termo gastar) e o resultado foi decepcionante, ou seja, nem tão barato foi e agora, o custo não tem medida!

Algumas chegaram a me dizer: “Estou disposta e lhe pagar o que você quiser para me ajudar!”. Ainda assim, de coração partido, a resposta é NÃO! Não posso assumir a responsabilidade pelo trabalho de outro.

Concluindo, mais uma vez, alerto as noivas para os gatos que têm sido vendidos como lebres por aí… não somente na fotografia, mas nos outros fornecedores que também tem agido de forma desonesta e inconsequente com seus clientes. Assim ficam algumas dicas:

– Não atire no escuro! Procure pelo menos uma boa indicação daquele fornecedor antes de definir por ele! Pode não ser o mais famoso, mas alguém já pôde experimentar o trabalho e tem algo bom ou ruim pra lhe dizer a respeito.

– Vá pessoalmente encontrar cara a cara com o responsável pelo trabalho. Sinta a empatia e a confiança que o profissional pode lhe transparecer.

– Indicações entre fornecedores, devem ser na minha opinião, por simples empatia e garantia de satisfação em relação ao serviço, e não objeto de mais lucros!

– Não aceite que um fornecedor pague ou cobre comissões daqueles que ele indica. Procure saber sobre isso antes e pague apenas pelo serviço que você está contratando. NÃO ACHO JUSTO QUE SEU CERIMONIAL, POR EXEMPLO, GANHE ALÉM DAQUILO QUE JÁ LHE COBROU, POR INDICAR QUALQUER FORNECEDOR!

– Lembre-se que seu casamento é um acontecimento único e você está batalhando muito por ele. O ideal é que nada saia errado e, no caso da fotografia ou do vídeo, estamos tratando do registro de tudo mais que você buscou e investiu durante todo o ano anterior…

– O tempo de mercado e o know-how são diferenciais que tem valor; por esta razão que alguns trabalhos valem mais. Materiais, impressão e acabamentos diferenciados também tem custos diferentes.

– Se você gostou do trabalho de fotografia que viu na internet, isso não é o suficiente muitas vezes! Da mesma forma que o papel, o computador aceita tudo que nele colocamos. Já ouvi casos em que o fotógrafo vendia o trabalho dele, mostrando fotos de outros!!! (dá para acreditar?)

– Finalmente, dê preferência a um pensamento QUALITATIVO e não QUANTITATIVO. Não pense que está gastando X, e sim investindo na fotografia de forma proporcional ao montante do casamento. Muitas vezes, vejo casais investindo R$200.000,00 e achando absurdo um contrato de fotografia que representa 5% disso, jogando pra baixo… pense sempre no percentual do investimento que esse ou aquele contrato representa em relação ao total investido; isso pode facilitar demais nas escolhas acertadas.

Hoje em dia, convivemos não mais apenas com o barato que sai caro. Já temos também o NEM TÃO BARATO QUE SAI CARÍSSIMO… a escolha é sua.

O dia do seu casamento é um dia para não se ter preocupações, portanto esteja certa e confiante de tudo que contrata… e SEJA FELIZ!

 

5D Mark III amanhã?

Parece que é mesmo amanhã que a Canon anunciará novos lançamentos, dentre eles a esperadíssima 5D Mark III!

Quem usa e sabe do poder dessa câmera, só pode esperar maravilhas de melhorias na atualização do modelo…

Depois de muitas especulações, parece que o que vem por aí é o que se segue…

O que você quer ser quando crescer?

Não resisti em postar esse vídeo, que recebi de uma aluna, a Rosa Drummond, neste início de ano, e que reflete EXATAMENTE o momento em que me encontro! Se tiverem 4 minutinhos pra assistir, espero que sirva para mais alguém… e pra não perder o costume, vamo que vamo!!!

Confira! – Year in Focus 2011

Vale a pena conferir as belíssimas imagens reunidas nessa publicação! Dica do fotógrafo Elmo Alves, que repasso aqui com satisfação, diante de tantas belas imagens…

Clique na imagem ou AQUI para conferir na íntegra!