Gerenciando sonhos – parte 5

fotografia de casamento

Eis o nosso próximo e importantíssimo item, na minha opinião, para se trabalhar com segurança e tranquilidade na fotografia de casamento:

5- Formando uma equipe!

Apesar de ser possível fotografar um casamento sozinho, minha recomendação é sempre de que se tenha um companheiro para te dar cobertura e apresentar cada cena, sob um ponto de vista diferente. Alguns amigos fotógrafos fora do Brasil tem costume de fazerem o casamento sozinhos, e eu também já fiz isso, mas vale ressaltar aqui a dificuldade e a habilidade requerida nestas circunstâncias para não colocar em risco o evento!

Uma equipe, independente de ser ou não de fotógrafos, pra mim é algo SAGRADO! A partir do momento que eu trago alguém pra perto de mim, pra vivenciar minha rotina, meu dia-a-dia, conquistas e tropeços, eu preciso ter 110% de confiança nessa pessoa!

Por essa razão, meu crivo e avaliação de quem pode ou não fazer parte da minha equipe, é algo bem rigoroso, e principalmente justo, livre de preconceitos! A pessoa que vai integrar sua equipe deve ser, acima de ter habilidades e técnicas fotográficas, idônea! Isso está ligado a personalidade, a índole do indivíduo e isso eu não posso ensinar!

Posso te ensinar a fotografar, a experimentar enquanto fotografa, a fazer dessa ou daquela forma… mas de maneira alguma, mudar seu interior e sua boa fé! Dessa forma, prefiro ter menos pessoas, mais bem escolhidas e aproveitadas em nossos trabalhos, e além disso, com um mínimo de exclusividade, para que eu possa contar com elas e não ficar na mão nas horas de “aperto” principalmente, reduzindo meus riscos e também os dos meus clientes.

Vejo com frequência, bem comumente mesmo, fotógrafos que vem as redes sociais e postam mensagens recrutando fotógrafos pra diversos tipos de trabalhos, as vezes em cima da hora, e as vezes em lugares para onde vão viajar para executar o trabalho. Tudo isso a revelia, aleatoriamente e sem conhecer o mínimo daquela pessoa que ele vai trazer para o seu universo, seu negócio e sua vida… CUIDADO!

Já vi inúmeras vezes, amigos fotógrafos que foram deixados na mão, na hora H por falta d compromisso e irresponsabilidade do fotógrafo recrutado. Sem referências e sem garantias, não há como ter certeza se os horários e qualidade do serviço serão cumpridos conforme esperado. Novamente, CUIDADO!

Já vi até casos em que o freela levou uma bateria, um jogo de pilhas do fotógrafo pra casa, “sem querer”!

Não quero generalizar, e claro que muitas vezes, a única saída é fazer dessa forma. Mas existem maneiras de se pedir “credenciais” para outras pessoas que conheçam ou indiquem fotógrafos nessas situações. Lembre-se que seu cliente não deve pagar o preço pela sua ingerência ou falta de peças na equipe na execução do serviço.

Do outro lado, no time dos Freelancers, ser recrutado numa situação como essa e mostrar serviço, pode ser seu passaporte para ingressar no mercado de forma sólida, ou se aproximar de fotógrafos mais experientes que possam abrir reais oportunidades a você, então APROVEITE!

Aja com responsabilidade e compromisso! Você só tem a ganhar!

Aproveito o ensejo para agradecer profundamente a minha equipe, aos que estão hoje ainda comigo e aos que de alguma forma já passaram por aqui! Todos impecáveis, confiáveis e amigos de verdade! Por essa razão, voam hoje sozinhos e trilham caminhos de sucesso em suas vidas!

E vamo que vamo!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *