Gerenciado sonhos – parte 4

raphael_fraga_wedding_photographer

Com um pequeno atraso, por imprevistos pessoais, seguimos com nosso discussão e passamos ao item 4 de nossa lista:

– Riscos corridos pelo casal ao se escolher e assinar com um fotógrafo!

Todo tipo de negociação e acordo envolve riscos, todos sabemos disso… mas no caso das contratações que você vai fazer para o seu casamento, cuidados especiais podem evitar dissabores, uma vez que com muita antecedência e preparação, vocês vem planejando o dia dos sonhos para essa data!

Ao buscar um fotógrafo, acredito ser muito importante conhecer bem o trabalho dele e saber um pouco mais da experiência de mercado que ele tem e outros clientes já experimentaram em relação a ele! O chamado “know how” pode fazer toda a diferença, principalmente se considerando o investimento de tempo e recursos que irão destinar aquele serviço.

A fotografia vem passando por uma transição muito importante nos últimos anos, tecnologicamente e socialmente também, devido as inúmeras câmeras acessíveis no mercado e ao grande número de pessoas que decidem se tornar fotógrafos. No entanto, fotografia vai muito além de simplesmente se comprar uma câmera, colocar no automático e apertar o botão. Até mesmo depois de fazer um curso, rápido e básico, falta ainda muita estrada a se percorrer para se começar a assumir responsabilidades com clientes no mercado. O que dizer então daqueles que param no “comprei a câmera” e viram fotógrafos da noite para o dia?

No caso dos casamentos, a coisa fica ainda mais séria, pois a situação não permite amadorismo e falhas! NÃO PERMITE! Noivas, dentro do possível, procurem o máximo de referências possíveis para listar aqueles que vai visitar. Sim, VISITE todas as possibilidades, pois precisa olhar no rosto daquele cara que vai te acompanhar durante muitas horas no grande dia, e tentar concluir se vai ser agradável ou não ter a companhia dele por tanto tempo! Empatia é um bom começo para esta relação. Se possui um espaço físico onde possa encontrá-lo sempre que precisar, pode ser um bom sinal também, apesar de não ser crucial para tomar a decisão.

Se tem indicações de alguém, ótimo, pois significa que alguém já experimentou aquela situação e no final tudo acabou bem, certo? A fotografia é, sem sombra de dúvidas, uma das principais escolhas que farão, pois depois de tudo terminado, é uma das coisas que levarão com vocês pelo resto dos tempos… pense MUITO nisso! Verifique se não existem impedimentos ou processos judiciais de quaisquer naturezas, e se existirem, avaliem bem também as razões, pois podem não indicar necessariamente que o problema realmente seja verdade!

Goste do trabalho, em primeiro lugar, e não opte por ele por que “ouviu falar isso ou aquilo”! A primeira grande razão para se escolher seu fotógrafo, deve ser o simples fato de que ele registra as estórias como você gostaria, daí então você trazer esse ponto de vista para fazer parte da história de vocês! Gostou das minhas fotos, ótimo, significa muito pra mim! Mais até do que se você vai ou não poder pagar pelo trabalho… depois disso, conversaremos e faremos a proposta caber no seu bolso!

Finalmente, de maneira geral, não atire no ESCURO, seja prudente e lembre que determinadas economias, podem ser muito prejudiciais lá na frente! Mais do que podemos imaginar as vezes, pois existem determinados prejuízos, que dinheiro nenhum pode reparar… Tome a decisão com confiança e consciência. Peça opiniões, questionem o fotógrafo o máximo que puderem! Como em todos os setores, existem pessoas descompromissadas, irresponsáveis, imediatistas e que só pensam em fechar “mais um contrato”, deixando o cliente em segundo plano. Da mesma forma, temos grandes pessoas, a maioria amigos meus, que poderão lhes receber e atender com carinho, preocupados com o resultado e não com o contrato apenas…

Pensem nisso, e boas escolhas nas buscas pelos fotógrafos dos seus sonhos! Sucesso e felicidades sempre! 🙂

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *